O mito da caverna, a metáfora que retrata a condição humana de ignorância

Eu já perdi as contas de quantas vezes me perguntaram isso.

E, neste texto, eu vou responder essa pergunta de forma clara e definitiva.

Mas, para isso, eu preciso te contar provavelmente a história mais contada e recontada de todos os tempos.

A primeira pessoa que contou essa história, lá pelos anos de 348 antes de cristo, foi o Platão, o filósofo mais importante da nossa história…

Imagine a seguinte situação:

Um grupo de pessoas viviam dentro de uma caverna acorrentado, desde toda a sua infância, não tendo contato com o mundo fora deste ambiente em momento algum. Por espanto ou medo, nunca saíam de lá – ou sequer chegavam perto da saída.

E por nunca terem chegado perto da saída, tudo o que eles conseguiam ver era a projeção do contraste da luz da fogueira na parede, daquilo que existia lá fora.

Aquela era a realidade que esses homens conheciam

Mas, de fato aquilo era a realidade?

Não, pois de dentro era impossível saber o que tinha fora da caverna.

Agora, por que eu estou te contando isso?

Alguns empresários deixaram de lado a força de analisar e comparar os dados, porque sempre foi feito desse jeito… pelo bisavô, avo e pai – é que, ao estarmos nos deparando com informações sem investigá-las ou estudá-las a fundo, estaremos sempre absorvendo fatos distorcidas da realidade do negócio.

O problema é que, sem fazer um diagnóstico completo da empresa, fica difícil de entender para aonde vai o teu dinheiro e “fechar a torneira”.

O que fazer para reverter essa situação se eu não sei nem por onde começar?

Tentar descobrir o problema sem conhecimento é o mesmo que esses homens tentarem entender o mundo fora da caverna sem sair da caverna.

Em outras palavras, um diagnostico bem apurado abre os seus olhos para uma realidade diferente da que você vive.

E é isso que aumenta drasticamente as chances de você vencer, poupar desperdícios e aumentar os ganhos da empresa.